Lendas urbanas: Parque Takakonuma Greenland - Japão





Takakonuma é um parque de diversões japonês que fica localizado próximo a Fukushima , local onde ocorreu um Tsunami provocado por um terremoto de magnitude 8,7, em 2011, causando um terrível desastre nuclear na Central Nuclear de Fukushima I. Milhares de pessoas morreram ou tiveram que abandonar suas casas.
Como se não bastasse a terrível história de Fukushima, o local ainda tem uma das lendas mais macabras do Japão. Uma história envolvendo o próprio "diabo" e a ambição do homem.

Reza a lenda que em 1973, um empresário chamado Makoto tinha um grande sonho de abrir um parque de diversões na cidade, coisa que na época era bastante lucrativa, mas não era barato de conseguir tal coisa. Mas, ao que tudo indica, Makoto não tinha o dinheiro necessário para abrir o seu novo negócio e resolveu buscar ajuda de forças sobrenaturais para "burlar" as regras. Obviamente ninguém queria trabalhar para conseguir as coisas da maneira correta, estava disposto a dar qualquer coisa para realizar o seu desejo de vida.

Makoto resolveu pedir a ajuda de um Amanojaku, um espírito do mal(demônio). Normalmente é descrito com a aparência de um Oni, que é um ogro, com grandes chifres em sua cabeça e garras afiadas. O demônio tem o poder de libertar os desejos mais sombrios do ser humano. Ele consegue ver o "coração" das pessoas e as vezes liberta o que nós temos de pior. O demônio também podia realizar desejos, claro que nada seria de graça,  mais cedo ou mais tarde a conta bateria em sua porta.
Segundo a lenda, Makoto ofereceu sua própria filha em troca e assim conseguiu o que queria. Ele conseguiu o tão sonhado dinheiro para a construção do seu parque. Porém, no dia da tão esperada inauguração, sua filha simplesmente desapareceu sem deixar rastros. Não se sabe se a garota simplesmente desapareceu, se Makoto não cumpriu alguma parte do acordo ou se o empresário foi enganado pelo demônio, que levou a criança e o deixou sem absolutamente nada.

Após o desaparecimento de sua filha, Makoto ficou muito doente, em pouco menos de dois meses ele faleceu e todo o seu sonho terminou. O fantástico parque de diversões, com os melhores e os mais inusitados brinquedos que existiam na época, encerrou a sua jornada, passando a ser um local completamente abandonado.
Todo o "sacrifício" e ambição foi em vão, acabou em nada.

O local permaneceu abandonado até 1986, quando um outro empresário resolveu investir seu dinheiro e fazer o parque voltar a funcionar.
Foi aí que tudo realmente começou, até então, o parque estava simplesmente abandonado, não chegou a ser inaugurado por Makoto.
Após a inauguração do parque uns casos esquisitos começaram acontecer no local. 
Em 13 anos que o parque permaneceu em funcionamento, várias pessoas morreram e outras ficaram feridas em acidentes misteriosos no local. Todos comentavam que o parque era amaldiçoado.

Um dos acidentes mais marcantes do parque Takakonuma Greeland, foi o suicídio de uma jovem, que se jogou de uma montanha-russa. Amigos relataram na época que não conseguiram impedir que ela se jogasse, ela parecia normal, mas, assim que entrou no brinquedo começou a murmurar "Eu vou para junto dela", e logo em seguida pulou. Foi completamente inesperado, todos ficaram sem ação. Depois desse caso começaram a falar ainda mais sobre o parque, que ele era amaldiçoado e a respeito das lendas que pairavam no local. E assim, novamente foram encerradas as atividades no parque, que foi fechado e tornou-se novamente abandonado.

Geralmente lugares "assombrados" atraem a atenção de alguns turistas e com o parque não poderia ser diferente.
Em 2007, a fama do lugar chegou aos ouvidos de um homem chamado Bill Edwards, que resolveu visitar o lugar para fotografar.
Chegando no local, o turista fotografou tudo que viu pela frente e ficou bem surpreso com o estado de conservação de alguns brinquedos. Tantos anos se passaram e muitas coisas pareciam intactas. Será que todo esse tempo ninguém ousou visitar o local por medo? Será que o lugar realmente tinha alguma proteção sobrenatural, algo que não era desse mundo?

Ao voltar para casa o turista resolveu revelar as fotos de sua viagem e aí veio a surpresa. Nada aparecia nas fotos, como se ele tivesse tirado foto de qualquer lugar vazio. Surpreso, o fotógrafo decidiu investigar o caso e acabou descobrindo que o parque não existia mais.  A prefeitura constatou que o parque havia sido desmontado um ano antes da sua visita, como isso estava acontecendo? Como Bill viu o parque funcionando normalmente em sua visita? Ele ficou completamente apavorado com a situação.

Para completar o terror, uma única foto apareceu uma imagem muito perturbadora, parecia uma menina andando sozinha pelo matagal da área onde o parque deveria existir. Quem era? Seria a filha de Makoto? Seria a menina que morreu como sacrifício para que seu pai pudesse realizar seu ambicioso sonho?
Após o episódio de terror, o fotografo acabou cometendo suicídio.
O fotógrafo não foi o único a ver o tal parque assombrado, várias pessoas afirmam ter visto o local em funcionamento, mesmo após a demolição. Dizem que se você usar o Google Maps é possível ver o local onde o parque ficava, mas se você ficar olhando por muito tempo, pode ser que se sinta mal. Existem pessoas que afirmam ter visto a garota e ter tido crise convulsiva. 
E para finalizar, reza a lenda que em 2012 uma garota japonesa foi encontrada morta em seu quarto com seu notebook ligado, na tela estava a foto da menina que vaga pelo parque(será a filha de Makoto?).
Reza a lenda que a alma da menina vaga pelo local aterrorizando as pessoas e muitas delas são levadas para as trevas.

**Bem, o que é verdade eu não sei, mas, como sempre, existem muitas lendas no Japão e não sou eu quem vai dizer que é mentira. 🙋